6.2.10

Viva!

"Apressa-te a viver bem e, pensa que cada dia é, por si só, uma vida"


Essa frase eu encontrei lendo na internet esses dias. Na verdade, sem querer menosprezá-la - muito pelo contrário - é mais uma maneira de dizer: "viva cada dia como se fosse o último da sua vida". Perdemos tempo de mais da vida pensando: Irei me tornar uma pessoa bem quista, terei um salário bom, serei amado... e essa última deveria ser trocada por: eu terei a capacidade de amar? Na realidade, nossa única preocupação deveria ser essa: Até que ponto sou capaz de amar?
Algumas pessoas justificam a falta de amor com um dito de Jesus: "Nos últimos dias o amor de muitos esfriariam" - Mt 12:24. Mas fica evidente que Ele não se referiu a todos, mas sim, a alguns!
A mim cabe apenas viver o "agora", amar os que me cercam e encarar as dificuldades como lições que nos elevam como pessoas e cidadãos melhores.
E falando de amor, queria compartilhar também algo que me disseram: Se me preocupo em ser feliz, JAMAIS devo pensar em casar. Devo fazer isso apenas quando começar a me preocupar em fazer alguém feliz. Somos pessoas melhores quando nos preocupamos em servir, e não sermos servidos!

2 comentários:

Potter Ramsés disse...

São tantas as personalidades, são tantas as raças, são tantas as pessoas! É triste saber que existe algo comum a todos e diferente para cada um, mas que nos une, que nos torna a HUMANIDADE.
O AMOR que une, que ajuda, que nos torna felizes não se mostra presente em todos, pelo menos os atos de alguns não o demonstram.
Mas nem por isso vamos deixar de AMAR!

Aline Wenceslau disse...

Ás vezes é preciso parar para refletir sobre as coisas mais simples da vida... Mas nós estamos sempre tão ocupados que deixamos passar desapercebidos... É bom ter esse tempinho e esse espaço para refletir... Parabéns, "Tom"!

Postar um comentário